Espaço Cultural - ESA - Escola de Sargentos das Armas Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidadePort


Página inicial > Espaço Cultural
Início do conteúdo da página
Criado: Quinta, 23 Novembro 2017 13:15

ESPAÇO CULTURAL DUQUE DE CAXIAS

O Espaço Cultural Duque de Caxias destina-se a proporcionar adequadas condições de educação, cultura e lazer para o público interno e para os visitantes. A denominação Espaço Cultural Duque de Caxias é uma homenagem a Luís Alves de Lima e Silva, chefe militar vitorioso, guerreiro obstinado e exemplar homem de Estado, o qual o Exército consagrou como seu Patrono.

Nascido no dia 25 de agosto de 1803, na Capitania do Rio de Janeiro e falecido no dia 7 de maio de 1880, na mesma cidade, Caxias interpretou com invulgar lucidez a realidade de sua época e vislumbrou um futuro grandioso para o Brasil. Lutou pela consolidação da Independência, pacificou províncias conflagradas e conduziu as armas nacionais à vitória, nos conflitos da Bacia do Prata.

Neste espaço, é possível conhecer a história do Exército Brasileiro, desde seus primórdios até a atualidade, passando por momentos históricos que marcaram o país, desde a Invasão Holandesa, a Inconfidência Mineira, a Independência do Brasil, a Guerra do Paraguai, a Proclamação da República, a Era Vargas e os Governos Militares até os dias atuais. Além disso, a exposição aborda a História do Brasil, com foco na participação do Exército na contenção dos conflitos e mantendo a integridade do território. O local apresenta a história dos Patronos das Armas, dos Quadros e dos Serviços, além do histórico de Missões de Paz, as Operações de Garantia da Lei e da Ordem, as ações subsidiárias, bem como a atuação do Exército no desenvolvimento nacional.

Há, também, um espaço dedicado à formação do Sargento, desde quando o curso funcionou na Urca – Rio de Janeiro, no século XIX, até a criação da Escola de Sargentos das Armas em Três Corações, MG. O Uniforme Escolar do aluno, denominado 1º A (de gala), e o sabre-baioneta do Fuzil Mauser, Modelo 1894, fazem parte desta exposição.

 

Espaço da Heróis da Segunda Guerra Mundial

O espaço dos Heróis da Segunda Guerra Mundial aborda a participação do Exército Brasileiro na Segunda Guerra Mundial. O local retrata as principais batalhas com a participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB): a conquista de Montese, a tomada de Monte Castelo, a rendição da 148ª Divisão de Infantaria Alemã e, ainda, a atuação do Sargento Max Wolf Filho, patrono da Escola de Sargentos das Armas, herói da FEB, morto em combate na Itália, destacando-se pela bravura, pela competência profissional, pelo espírito de liderança, pelo desprendimento, pelo patriotismo e pela disciplina.

Nesta exposição, há vários modelos de armamentos da Segunda Guerra Mundial, assim como há a estátua do Sargento Max Wolf Filho, o uniforme histórico da Força Expedicionária Brasileira, uma cama de rolo, uma bússola da época, um exempli de medalha militar alemã, uma pistola alemã e diversos itens históricos que retratam o período.

 

Espaço 4º Regimento de Cavalaria Divisionário (4º RCD / Espaço ESA)

O Espaço Cultural 4º Regimento de Cavalaria Divisionário (4º RCD) conta a história das unidades que precederam a instalação da Escola de Sargentos das Armas às margens do Rio Verde: 14º Regimento de Cavalaria, 4º Regimento de Cavalaria Divisionário e 1º/19º Regimento de Cavalaria. Neste local, deparamo-nos com a justa homenagem aos militares que serviram, no então 4º RCD, no período de 1919 a 1949 e que combateram, com bravura, nas Revoluções de 1930 e de 1932. Além da participação da unidade em eventos históricos importantes, cabe destaque ao Coronel Eurico Gaspar Dutra, militar com o nome gravado na história do Brasil, que comandou o 4º RCD de 12 de fevereiro a 18 de agosto de 1932.

O Espaço Escola de Sargentos das Armas conta a história deste Estabelecimento de Ensino a partir de sua primeira turma de formação, na cidade de Três Corações, em 1950, apresentando militares que se destacaram no âmbito castrense, desportivo e social, como o Sargento João Carlos de Oliveira, conhecido como João do Pulo.

Entre os militares de mais destaque que já passaram pela ESA, está o General de Exército Jarbas Bueno da Costa. Formado na ESA em 05 de dezembro de 1964, sendo o melhor aluno de sua turma, ingressou na AMAN em 1965, e chegou ao posto de General de Exército, demonstrando motivação e amor à carreira. Há registros de outros militares que passaram pela ESA, como alunos e instrutores que, também, destacaram-se pela dedicação à carreira e chegaram ao posto de General, tais como o General de Exército Mario Orlando Ribeiro Sampaio, os Generais de Brigada Pedro Carvalho de Araújo, Jorge Alberto Duarte Boabaid e Geraldo Pereira Rocha.

 

Biblioteca Olavo Bilac

A Biblioteca Olavo Bilac está localizada no primeiro piso do Pavilhão de Comando. Possui espaço para estudo em grupo e individual, acesso à internet para realização de pesquisas em diversas plataformas, como as bases de dados do EB Conhecer e da Rede de Bibliotecas Integradas do Exército (Rede BIE). É relevante destacar que, o acervo possui mais de 13 mil livros de diversas áreas do conhecimento.

A Biblioteca da ESA tem por missão atender às necessidades de estudo do corpo docente e discente, fornecendo materiais bibliográficos necessários para execução das atividades, além de oferecer melhores condições para o autoaperfeiçoamento dos demais militares da Escola. A Biblioteca recebeu o nome de Olavo Bilac como justa homenagem a esse insigne brasileiro. Olavo Braz Martins dos Guimarães Bilac, nasceu em 11 de dezembro de 1865, na cidade do Rio de Janeiro, onde também faleceu, em 28 de dezembro de 1918. Olavo Bilac foi poeta, jornalista, fundador e membro da Academia Brasileira de Letras, além de abolicionista e grande defensor do Serviço Militar Obrigatório e dos Tiros de Guerra. Foi eleito Príncipe dos Poetas Brasileiros e, dentre suas obras, destaca-se a letra do Hino à Bandeira. Consagrou-se Patrono do Serviço Militar e, na data do seu nascimento, comemora-se o Dia do Reservista.

 

Monumentos externos:

1) Portão das Armas

2) Chafariz Deusa Nice “Deusa da Vitória”

3) Mosaico “A Origem”

4) Bote de fibra da portada leve M2

5) Obuseiro 105 mm M102- Monoflecha

6) Morteiro 4.2 M30

7) Carro de Combate M4A1

8) Conjunto Rádio AN/GR C7

9) Estátua Sargento Max Wolf Filho

10) Estátuas “A Patrulha Sargento Max Wolf Filho”

11) Mausoléu – Monumento aos heróis da Revolução de 1930 e 1932

12) Carro de Combate M41 “Gen Caldeira”

13) Viatura Meia-Larga M3 “Half-Track”

14) Monumento da FEB

15) Canhão Anticarro 75 mm PAK40

16) Pavilhão Nacional

17) Carro de Combate M3A1 “Gen Stuart”

18) Mosaico “A Batalha de Guararapes”

19) Estátuas Voluntários da Pátria

 

FAÇA UM TOUR VIRTUAL PELO ESPAÇO CULTURAL DA ESA

Fim do conteúdo da página