Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Cursos > Uncategorised > Curso de Infantaria
Início do conteúdo da página

                                                 INFANTARIA                                                 

infantaria2

A Infantaria compreende o conjunto das tropas de um exército particularmente apto para realizar o combate a pé, ainda que utilizando-se de meios de transportes terrestre, aéreos ou aquáticos, para o seu deslocamento. É, por excelência, a arma do combate aproximado, apta a operar em qualquer tipo de terreno e sob quaisquer condições de tempo e visibilidade .Na ofensiva, sua missão é cerrar sob o inimigo para destruí-lo ou capturá-lo, utilizando-se , para isto, do fogo, do movimento e combate aproximado. Na defensiva, sua missão é manter o terreno, impedindo, resistindo ou repelindo o ataque inimigo, por meio do fogo e do combate aproximado, expulsando-o ou destruindo-o pelo contra-ataque. Na defesa integrada participa, com as demais forças legais, na execução das ações preventivas, repressivas e operativas. Devido às suas características, torna-se instrumento decisivo, quando empregada na garantia da lei e da ordem.

 

                               ATIVIDADES DURANTE O CURSO                               

 O Curso de Infantaria da ESA habilita o militar a ocupar cargos e a exercer funções próprias do 3º Sargento comandante de pequenas frações. O aluno conta com diversas instruções em campo e em salas de aula, capacitando-o a desempenhar as  atividades operacionais e administrativas no Exército Brasileiro. Durante o ano, procurando desenvolver a formação profissional do militar de Infantaria, o curso desempenha as seguintes atividades e exercícios:

- Recepção e Batizado aos novos integrantes da Arma de Infantaria,  demonstrando valores e virtudes do militar de Infantaria.
- Exercícios de curta e longa duração, sempre procurando desenvolver as atividades características da Arma de Infantaria
- Tiro das armas coletivas: Metralhadora MAG, Metralhadora .50, Morteiro 60 MM, 81 MM  Morteiro RO, Morteiro 120 mm , Canhão 84 MM, AT- 4.
- Exercício de desenvolvimento da Liderança  - Prova Sgt Max Wolf  Filho
- Missões Manda Brasa
- Operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO)
- Exércicio de Operações Ofensivas e Defensivas  
- Operações Ribeirinhas
- Atividades Aeromóveis com apoio da Aviação do Exército.
- Realização de Estágios de Montanha, Caatinga, Pantanal e Aeromóvel.
- Manobra escolar juntamente com os Cadetes da AMAN.

desfile infantaria

  desfile infantaria2

                                   PATRONO DA INFANTARIA                                   

patrono sampaio

BRIGADEIRO ANTÔNIO DE SAMPAIO

No remoto povoado de Tamboril, recanto desconhecido da então Capitania do Ceará, na Fazenda Vítor, nasceu, a 24 de maio de 1810, aquele que, por seus feitos meritórios, viria a ser o insigne Patrono da "Rainha das Armas".
Sampaio ingressou nas fileiras do Exército ainda jovem e, por sua extraordinária atuação nas lutas contra cabanos, balaios e praieiros, alcançou o posto de Brigadeiro.
Na Batalha de Tuiuti, o Brigadeiro Sampaio, com sua brilhante Divisão Encouraçada, deteve o inimigo e, no meio de fogo infernal, dirigiu ousadamente suas manobras.
Empunhando sua espada invicta, Sampaio participou, dentre outras, da Campanha da Tríplice Aliança, à frente da Divisão Encouraçada onde, na Batalha de Tuiuti, a maior batalha campal da América do Sul, recebeu três ferimentos mortais e eternizou-se na História do Exército, como o mais distinto dos INFANTES.

 

                                      CANÇÃO DA INFANTARIA                                    

Letra: Hildo Rangel
Música: Thiers Cardoso

Nós somos estes infantes

Cujos peitos amantes
Nunca temem lutar;
Vivemos,
Morremos,
Para o Brasil nos consagrar!

Nós, peitos nunca vencidos
De valor desmedidos,
No fragor da disputa
Mostremos
Que em nossa Pátria temos
Valor imenso
No intenso da luta.

És a nobre Infantaria,
Das armas a rainha,
Por ti daria
A vida minha, e a glória prometida,
Nos campos de batalha,
Está contigo
Ante o inimigo
Pelo fogo da metralha!

És a eterna majestade
Das linhas combatentes,
És a entidade,
Dos mais valentes
Quando o fogo da vitória
Marca nossa alegria
Eu cantarei,
Eu gritarei:
És a nobre Infantaria!

Brasil, te darei com amor,
Toda a seiva e vigor,
Que em meu peito se encerra,
Fuzil!
Servil!
Meu nobre amigo para guerra!

Ó meu amado pendão,
Sagrado pavilhão,
Que a glória conduz!
Com luz
Sublime
Amor se exprime
Se do alto me falas,
Todo roto por balas!

REFRÃO { És a nobre Infantaria...}

Fim do conteúdo da página